O Verdadeiro Exorcismo de Emily Rose +18

Emily Rose foi inspirada em uma jovem alemã chamada Anneliese Michel. Nascida no ano de 1952, a garota teve uma juventude normal. No entanto, durante o final da adolescência, começou a sofrer fortes convulsões e outros ataques inexplicáveis. Durante esse período, seus pais a levaram para vários hospitais e, mesmo com todos os exames e medicamentos, os problemas voltaram e com o passar do tempo, com frequência e intensidade maiores.

anneli1

Após alguns meses, Anneliese passou a ver figuras demoníacas e ouvir vozes que segundo a própria, diziam que ela estava amaldiçoada. Não aguentando os fatos, a garota começou a entrar em processo de depressão, muitas vezes pensando em tirar a própria vida.

Veja a cena do filme que retrata esse momento:

Foi nesse momento que seus pais resolveram buscar ajuda espiritual e passaram a levá-la à Igreja. Segundo pessoas próximas, Anneliese se recusava a beber água benta e evitava passar perto de símbolos que representassem Jesus Cristo.

Segundo os médicos, a garota sofria de esquizofrenia, o que não convenceu os pais, que saíram em busca de exorcistas. Em meio à procura, dois religiosos foram contatados. Eram eles padre Arnold Renz e o pastor Ernst Alt.

anneliese-michel

Ao longo de 10 meses, os padres passaram a fazer sessões de exorcismo que variavam de uma a duas vezes por semana e tinham duração de aproximadamente 4 horas. Apesar disso, Anneliese rasgava suas roupas, urinava e bebia o próprio líquido do chão, comia moscas, aranhas e carvão.

Durante a sessão, a jovem citou o nome do espírito que a possuía. Para surpresa de todos, não era um, eram seis. Dentre eles, a mesma citou nomes como Lúcifer, Caim, Nero, Judas e outros grandes espíritos malignos.

Confira a cena do filme nos 1:35 Min:

Os esforços foram muitos, mas infelizmente Anneliese não resistiu e acabou falecendo. Os dois padres e os pais de Anneliese foram condenados por negligência resultante em morte, já que não impediram a filha de morrer.

anneliese grave

Se você gostou do post, compartilhe com os seus amigos. Caso tenha gostado da história, deixe o seu comentário. Um forte abraço e até mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s