Juventude perdida

Estou quase me convencendo de que estamos vivendo em um mundo onde não existe mais adolescência, as crianças simplesmente deixam de ser crianças e passam a ser adultos. No meu tempo(não muito distante), lembro das brincadeiras de rua. Até os 17, eu ainda brincava. Saudades das partidas de futebol, das locadoras de videogame, dos jogos do Mário e uma série de outras aventuras com classificação inteiramente livre. Lembro também de que em meio aos meus 14 anos, ia às locadoras alugar filmes no nome da minha mãe, mas para a minha idade, não eram permitidos gêneros de terror, suspense ou ação. Essas eram películas que minha faixa etária não permitia.

Hoje, vejo jovens roubando, estuprando, assassinando. As brincadeiras ficaram no passado, o Mário perdeu lugar para Assassin’s creed e outros games que trazem como tema vingança, assassinato e mortes em massa.
Os filmes, ah, esses também sofreram alteração em sua faixa etária. Estou com três em mãos e que na minha época eram proibidos para menores de 18.

Hoje, o exorcista tem censura de 14 anos, o sexto sentido,14 também e a lista de Schindler com suas cenas inteiramente violentas,12 anos.
Existem fatores visíveis que nos mostram a mudança comportamental dos nossos jovens, mas existe uma outra infinidade que está literalmente debaixo do nosso nariz e infelizmente são tão pequenas que dificilmente enxergamos.

Em canção, a banda Maná já perguntava:
“Dónde Jugarán Los Niños?”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s