Salém, uma cidade dominada pela ignorância

Todo mundo já deve ter ouvido falar sobre a tão famosa história das “bruxas” de salém, algumas pessoas infelizmente ainda acreditam que Salém era de fato tomada por servas do demônio e que as que lá foram executadas, tiveram uma morte mais do que merecida. Pobres ignorantes!
Mal desconfiavam de que tudo não passava de fanatismo religioso e intolerância dos desprovidos de conhecimento.
Tudo começou quando uma jovem de 9 anos chamada Betty, filha do reverendo Parris, de Salém, começou a tomar umas atitudes estranhamente assustadoras e que em pouco tempo chamou a atenção dos moradores do vilarejo. Naquele pacato lugar só havia um médico e este mesmo foi chamado para examinar o que de fato havia na criança. Depois de um certo tempo, o médico virou-se em direção ao reverendo e disse que não havia mais o que ser feito, a pobre garota estava possuída pelo demônio e  precisaria de orações o quanto antes possível. Como em toda cidade pequena, a notícia logo se espalhou, causando alvoroço aos habitantes daquele lugar esquecido no meio do nada. Coincidentemente e ainda sem explicação exata, outras jovens começaram a agir de forma semelhante ao da pobre Betty e aquilo começou a preocupar a população que desesperada, foi buscar ajuda de um exorcista, um caçador de feiticeiras que logo começou a sua investigação. As jovens que foram apontadas como autoras de tal ato foram julgadas por Cotton Mather, que havia revelado que todos os acontecimentos estranhos tinham começado quando as jovens presenciaram uma moça chamada Tituba, praticar magia negra na floresta. Tituba era uma escrava negra que viera das Índias ocidentais e que segundo historiadores, tinha realmente o conhecimento de magia.

Quando as garotas foram colocadas e um tribunal especial, presidido pelo juiz S.Sewall, e inquiridas pelos juízes Corwin e Hathorne, as jovens garota começaram a apontar para várias pessoas da sala acusando-as de bruxaria. Diferente de todas elas, Tituba assumiu ter sido autora do ritual e que havia outras pessoas envolvidas.

Depois dessa notícia, Salém nunca mais voltou a ser como era antes. Mais de 300 pessoas foram julgas e entre esses vários julgamentos, 20 pessoas foram mortas. Uma curiosidade é o fato, de que diferente do que muitos pensam, as mulheres não foram mortas em fogueiras, mas todas foram enforcadas, com exceção de um único homem que foi morto de uma forma muito mais demorada e dolorosa. Ele foi esmagado por blocos de pedras que permaneceram por cima do peito dele durante três dias. Outra observação importante se dá com o fato dos enforcamentos serem demorados, a vítima passava de dois a cinco minutos agonizando até a morte, pois a metodologia de enforcamento não era a de quebrar o pescoço com o impacto, mas o de deixar que a pessoa perca a respiração até a morte. Ainda não se sabe ao certo o que fez com que as jovens agissem daquela forma. Algumas pessoas acreditam que foi por conta das baixas temperaturas, outras por culpa da alimentação, mas infelizmente o que sabemos ao certo é que naquela época, a ignorância dominava a pacata cidade e que Salém jamais será vista com olhares diferentes, pelo contrário, continuará sendo o palco das tão temidas bruxas executadas.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s